December 9, 2019 Bruna Silva 0Comment

A OMS (Organização Mundial da Saúde) é categórica ao afirmar que a cárie é a doença não contagiosa que mais atinge indivíduos em todo o mundo. E ela junta-se ao vírus Influenza e à depressão para compor a tríade das doenças mais comuns entre indivíduos de todas as idades e classes sociais.

De acordo com uma pesquisa divulgada em 2016 por pesquisadores da Queen Mary University of London, cerca de 2,4 bilhões de indivíduos ao redor do planeta possuem ao menos um foco de cárie em um dos dentes, e cerca de 190 trilhões de novos casos são registrados a cada ano.

Mas você sabe quais são, além da cárie, os transtornos mais comuns da cavidade oral? É o que revelaremos ao longo desse artigo.

1. Doenças da gengiva

As inflamações, periodontite e má formação das gengivas estão entre os transtornos bucais mais comuns entre indivíduos de todas as idades.

Nesse último caso, uma cirurgia de gengivoplastia é o principal recurso. Enquanto, nos outros, a raspagem e a administração de antibióticos e anti-inflamatórios ainda é a melhor solução.

2. Halitose (mau hálito)

De acordo com a Associação Brasileira de Halitose (ABHA), quase 1/3 da população adulta brasileira sofre com o mau hálito.

E as causas dessa ocorrência são várias: péssima higiene bucal, uso constante de medicamentos, distúrbios digestivos, entre diversos outros fatores que devem ser analisados caso a caso.

3. Tártaro

Eis aqui outro verdadeiro flagelo entre indivíduos adultos. E ele pode ser definido como uma placa amarelada que fixa-se nos dentes (especialmente nas suas bases), e que é o resultado de uma higiene oral deficiente.

O seu tratamento é feito por meio de uma limpeza completa de acordo com cada caso analisado por um especialista.

4.Câncer de boca

90% dos casos de cânceres de boca estão diretamente ligados ao consumo excessivo de álcool e fumo.

E é justamente isso que leva à proliferação de células malignas, que começam pela formação de caroços, manchas esbranquiçadas ou avermelhadas, ferimentos que não cicatrizam, entre outras manifestações semelhantes nos lábios, língua, céu da boca, amígdalas, gengiva, etc.

5.Exposição da dentina

A dentina é uma espécie de tecido mineral, formado por células, e responsável por cobrir a polpa dental enquanto é coberto pelo esmalte do dente.

O problema é quando diversos agentes ácidos como bebidas alcoólicas, açúcares, refrigerantes, ou mesmo o suco gástrico, atacam o esmalte do dente e expõem essa dentina –  que responde com bastante sensibilidade a esse tipo de ataque.

6. Aftas

As aftas e demais processos ulcerosos da boca são, na maioria das vezes, o resultado de um sistema imunológico debilitado, que acaba deixando o organismo extremamente suscetível ao ataque de micro-organismos patológicos.

E estes agentes encontram na boca – por ser a porta de entrada dos alimentos e composta basicamente por mucosas –  um ambiente perfeito para a sua proliferação.

7.Bruxismo

E, por fim, dentre os principais transtornos da cavidade oral o bruxismo é, sem dúvida, um dos mais originais e envoltos em mitos e lendas.

No entanto, as suas causas parecem estar relacionadas tão somente a um estado de estresse e ansiedade exagerados.

E é este quadro que leva o indivíduo a ranger e apertar os dentes durante a noite, o que acaba resultando em fraturas, desgaste das extremidades dos dentes, além de dores de cabeça, problemas nas articulações da face, entre outros transtornos relativamente complexos.